VEM AÍ O MUSICAL “GILBERTO GIL – AQUELE ABRAÇO” - %%%%

VEM AÍ O MUSICAL “GILBERTO GIL – AQUELE ABRAÇO”

O Grande Teatro do Palácio das Artes recebe neste final de semana, dias 27 e 28 de agosto de 2016, o espetáculo “Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical”,...

O Grande Teatro do Palácio das Artes recebe neste final de semana, dias 27 e 28 de agosto de 2016, o espetáculo “Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical”, que celebra os 50 anos de carreira do cantor e compositor e atravessa toda a trajetória que o consagrou como um dos maiores nomes da música.Na dramaturgia e direção geral, o premiado Gustavo Gasparani – que estudou todas as letras, ouviu todos os discos e leu todos os livros publicados sobre Gilberto Gil antes de finalmente conceber esta homenagem – cuidou de trazer para o espetáculo o lugar de risco e ousadia presente na carreira do compositor, sem deixar de lado a delicadeza que sempre o acompanhou.

Ao longo do espetáculo as letras mostram, além de poesia, o lado teatral de Gil. São elas que dão o tom dramatúrgico de 11 blocos temáticos que passeiam pela sua origem musical, o movimento tropicalista, a negritude, amor, religiosidade, tecnologia, futurismo, entre outros assuntos que marcam as composições deste ícone da MPB.

O musical é estrelado por oito atores/músicos que dividem a missão de interpretar, cantar, tocar e dançar, conduzindo eles mesmos todos os movimentos de cena. Alan Rocha, Cristiano Gualda, Daniel Carneiro, Gabriel Manita, Jonas Hammar, Luiz Nicolau, Pedro Lima e Rodrigo Lima trabalharam juntos pela primeira vez no espetáculo “Samba Futebol Clube” – que estreou em 2013 também sob a direção de Gustavo Gasparani – e foram reunidos novamente pelo diretor para esse projeto. “São oito atores, mas sempre teve um nono elemento que é a nossa sinergia. Isso chegava às pessoas no ‘Samba Futebol Clube’ e fazia com que elas gostassem. E a gente imagina que no Gil vai ser ainda melhor, porque é uma obra muito rica”, conta o ator Alan Rocha.

O ator Luiz Nicolau acrescenta que a harmonia entre eles não se encontra em qualquer espetáculo: “Como os oito tocam, cantam, dançam e interpretam surgiu um clima de banda, que é mais do que apenas de um elenco”. Para Jonas Hammar, a cumplicidade foi o diferencial para que eles começassem a composição de “Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical” com mais facilidade. “Começamos esse musical muito mais soltos e muito mais criativos. Ficamos tão à vontade que não paramos de criar coisas! Às vezes é preciso segurar as rédeas e o Gasparani é muito bom nisso”, se diverte.

Para o diretor, o maior desafio em montar um espetáculo sobre a vida e a carreira do Gilberto Gil é ser coerente com o seu pensamento e com a sua obra. “Não dá pra fazer um musical sobre o Gil sem lembrar que ele está presente em todos os momentos de ruptura e mudança na nossa música e mesmo do nosso país. Minha preocupação maior é que a peça fosse fiel ao artista”, conta.

Gasparini conta ainda que a homenagem a Gil se deve ao fato dele ser um dos maiores artistas brasileiros. “A sua contribuição para a música popular, a sofisticação e a profundidade de suas letras merecem todas a s homenagens. Além disso, sua preocupação com o social, o meio ambiente, a liberdade de expressão, o seu olhar sobre as questões da negritude e do nosso povo, são extremamente inspiradores para a criação de um espetáculo”, finaliza.

Ficha Técnica:
Autoria e Direção Geral: Gustavo Gasparani
Produção Geral: Sandro Chaim
Direção Musical e Arranjos: Nando Duarte
Direção de Movimento e Coreografia: Renato Vieira
Cenografia: Helio Eichbauer
Figurino: Marcelo Olinto
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Designer de Luz: Branco Ferreira
Videografismo: Thiago Stauffer / Studio Prime
Preparação e Arranjos
Vocais: Maurício Detoni
Assistente de Direção: Pedro Rothe
Cenógrafa Assistente e Produtora de Cenografia: Marieta Spada
Assistente de Coreografia: Marluce Medeiros
Figurinista assistente e Produtor de Figurino: Almir França
Visagismo: Marcio Mello
Assistente de Iluminação: Darihel de Souza
Diretor Residente: Cristiano Gualda
Preparador Vocal: Pedro Lima
Diretor de Produção: Giba Ka
Gerente de Produção: Paula Rollo
Produção Executiva: Felipe Argollo
Assistente de Produção: Débora Rocha
Assessoria de Imprensa: Ju Mattoni Comunicação
Elenco: Alan Rocha, Cristiano Gualda, Daniel Carneiro, Gabriel Manita, Jonas Hammar, Luiz Nicolau, Pedro Lima, Rodrigo Lima
Produtores Associados: Sandro Chaim e Rose Dalney
Apresentado por: Ministério da Cultura
Patrocínio: Sulamérica e Sem Parar
Transportadora Oficial: Avianca Brasil
Realização: RGA Produções Culturais, Miniatura 9, Chaim Produções, Polo BH Ministério da Cultura e Governo Federal

SERVIÇO
Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical
Data: 27 e 28 de agosto, sábado e domingo (sábado, às 21h, e domingo, às 19h)
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte) Duração: 90 minutos – Intervalo 15 minutos.
Indicação Etária: Livre – Menor de 12 Anos acompanhado dos pais.
Ingressos
Plateias I e II: R$110 (Inteira) R$55 (Meia entrada)
Superior: R$50 (inteira) R$ 25,00 (Meia entrada)
Vendas: Ingresso.com

Categorias
ETC...
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR