SAVASSI FESTIVAL CELEBRA O JAZZ E A MÚSICA INSTRUMENTAL

SAVASSI FESTIVAL CELEBRA O JAZZ E A MÚSICA INSTRUMENTAL

Projeto começa na segunda, 5 de agosto em vários espaços de BH
Divulgação

Atenção amantes do jazz: a edição 2019 do Savassi Festival acontece de 5 a 11 de agosto, em Belo Horizonte, reunindo mais de 100 atividades, entre shows gratuitos e a preço populares.

Em seu 17º ano, o festival reafirma sua vocação para o estímulo e a difusão do jazz e da música instrumental, trazendo artistas nacionais e internacionais, promovendo workshops, experiências em estúdios, lançando novos trabalhos pelo selo musical Savassi Festival Records e a criação do Clube de Jazz.

Os shows na rua, gratuitos, como é tradição do festival, acontecem na Praça Floriano Peixoto – Palco Instituto Unimed-BH -,  e na Savassi – Palco Cemig. Neste último, a programação de domingo (11/08) tem Ellen Oléria e Alma Thomas no Tributo a Nina Simone, Lars Möller e MG Big Band (Dinamarca/Brasil) e Seamus Blake (EUA).

A manhã do domingo tem mais uma grande atração gratuita. Neste ano, o projeto Concertos no Parque, no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, também integra a programação do festival. A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e o Coral Lírico de Minas Gerais se reúnem a dois nomes marcantes da música mineira: Sérgio Santos, um dos maiores expoentes de sua geração; e Rafael Martini, que coleciona prêmios e trabalhos aplaudidos pela crítica especializada.

Outras atrações e atividades se espalham pela cidade em teatros, bares, cafés e restaurantes durante todos os dias. Nesta edição, o festival abre espaço também para o choro, com Ellas no Choro, Choro do Jura Juramento 202 e Assanhado Quarteto. Além dos shows, DJs prepararam sets temáticos que acompanham os estilos dos artistas da programação.


Savassi Festival Records e Música Nova

Em 2017, o Savassi Festival criou o projeto Música Nova, com o objetivo de estimular a produção de obras inéditas de música instrumental por meio de financiamento a músicos convidados. Dessa forma, o músico teria condições para elaborar seu trabalho e apresentar o resultado ao público durante o Savassi Festival. Nesta edição, o percussionista mineiro Túlio Araújo e o pianista Daniel Grajew apresentam o álbum “Quantum” enquanto, na mesma noite, o mineiro Deangelo Silva mostra o resultado de “Hangout”. Ambos trabalhos integrantes do projeto de financiamento.

Como desdobramento do Música Nova, surgiu o Savassi Festival Records, selo de música responsável por financiar e acompanhar o artista ao longo da construção do álbum, desde a gravação até a etapa final do CD e sua distribuição além de promover a publicação e divulgação da obra. Incialmente, o selo tinha como intuito contemplar artistas do projeto Música Nova, porém seu alcance foi ampliado nesta edição do festival e, agora, também abrange outras obras de músicos que se alinham ao seu viés estético, a exemplo de Lucas Telles e Davi Fonseca.

O contrabaixista paulista Marcos Paiva, considerado pela crítica especializada como um dos nomes mais importantes da música instrumental brasileira, também integra o Música Nova, porém apresentará sua obra inédita em 2020, durante o Savassi Festival.

Clube de Jazz

O Clube de Jazz, que começou dia 26 de julho e vai até 10 de agosto, apresenta shows no Salumeria Central, um evento criado especialmente para esta edição. No formato das casas do gênero ao redor do mundo, o clube, que conta com o patrocínio da Maxtrack, reúne artistas incríveis, ambiente aconchegante, música de qualidade, acompanhada de boa comida e boas bebidas. A programação completa do Clube de Jazz está disponível aqui.

GRL PWR

Pela primeira vez, o Savassi Festival cria um palco especial para mulheres instrumentistas. No sábado (10/08), no Palco Cemig, na Savassi, a partir das 15 horas, a mineira Luísa Mitre e seu quinteto abrem o dia, com repertório de composições instrumentais autorais, explorando a linguagem do piano brasileiro em gêneros como o choro, forró, samba-choro e samba-de-roda.

Em seguida, a multi-instrumentista paulista Carol Panesi revela a sua trajetória no jazz, acompanhada de seu grupo. E a cantora e compositora carioca Ilessi encerra as apresentações mostrando seu trabalho expressivo e intenso, resultado de uma pesquisa profunda da música brasileira desde 1998.

Itinerários Rituais

Para amplificar a experiência do público do Savassi Festival, neste ano foi criado o Itinerário Rituais. São oito roteiros de turismo cultural, que sugerem lugares para visitar, como se divertir e indica onde acontecem diversas atrações que vão além dos shows, como feiras, DJs e gastronomia. São dicas no centro da cidade, na Pampulha, mercados, informações sobre patrimônio histórico e artísticos e muitas outras. No site, o visitante poderá acessar um voucher que dará direito a diversas promoções nos estabelecimentos parceiros do festival.

Um dos destaques do Itinerário Rituais é Pedalando pelos Muros com o Instituto Quarto Amado. Um agradável passeio de bicicleta, acompanhado por um guia especializado em arte, visitando os principais murais, empenas e outros formatos de arte pública de Belo Horizonte.

Portas Abertas

O projeto Estúdios de Portas Abertas é uma parceria do Savassi Festival com os principais estúdios de música de Belo Horizonte e também uma novidade do festival. A ideia é proporcionar uma visita gratuita para conhecer o que cada um deles vem desenvolvendo e produzindo. São cinco estúdios e cada um deles têm um tema diferente.

“Transmídia: o álbum audiovisual – explorando novos mercados para a música” é a proposta do Ultra Estúdios, de Barral Lima, CEO do Grupo UN Music.  Já Christiano Caldas vai abordar o analógico e o digital em em uma mixagem descentralizada.

No Engenho Estúdio, o visitante vai conhecer o processo de gravação do novo CD de Deangelo Silva (que integra a programação do Savassi Festival). O instrutor André Cabelo vai compartilhar o que acontece em uma sessão de gravação, como é o processo de captação sonora de alguns instrumentos musicais e mostrar técnicas e equipamentos

Um dos mais antigos e consolidados estúdios do Brasil, o Bemol abre suas portas para mostrar como é uma sessão de gravação e a história no estúdio. O violonista Gilvan de Oliveira participa da visita abordando o violão brasileiro. Em “Laboratório de composição, produção e gravação em conjunto”, os músicos Thiago Corrêa e Henrique Matheus revelam técnicas nos projetos do estúdio Frango no Bafo.

A realização do Savassi Festival conta com a apresentação da Cemig e o patrocínio do Instituto Unimed-BH e da Livelo. A programação completa está disponível no site.

Anote!

Savassi Festival 2019 – Belo Horizonte e Nova Lima
Data: 5 a 10 de agosto
Locais: praças, rua, teatros e restaurantes
Valores: gratuito a R$ 25,00 (inteira)
www.savassifestival.com.br
Ouça a playlist do festival

Categorias
Música
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR