QUANDO A SOBREMESA É O PRATO PRINCIPAL

QUANDO A SOBREMESA É O PRATO PRINCIPAL

La Parisserie realiza jantar de seis tempos só com sobremesas
Ph: FreePik

Os doces são realmente alimentos que nos levam a boas sensações. Se você consegue algo que queria, um docinho para comemorar, se esta tristinha, uma docinho para melhorar  e por ai vai. Se a dieta está brava a gente apela para as sobremesas fit o que é fato é que é uma paixão mundial.

No entanto quando falamos em jantares ele é sempre coadjuvante, pode ser o destaque mas nunca o principal. Para acabar com esta injustiça a chef pâtissière Mariana Correa elaborou um menu  formado exclusivamente por pratos doces, elaborados para serem consumidos em sequência, como numa refeição. A proposta tem como objetivo dar à confeitaria a importância que lhe é devida na gastronomia. O evento será realizado no dia 12 de fevereiro, às 19h30, no espaço Bouquet Garni, no bairro Santa Efigênia.

“A ideia foi elaborar um menu confiance formado apenas por sobremesas. O intuito é mostrar que a confeitaria tem inúmeras possibilidades, muito além do que é servido normalmente nos restaurantes, sendo possível até mesmo formar uma refeição completa e balanceada”, ressalta Mariana. Com isso, a chef pretende trazer a versatilidade, a sofisticação e a criatividade da confeitaria para mais próximo das pessoas e mostrar como é importante pensar e elaborar bem aquilo que vai fechar todo o ciclo da refeição.

Os pratos serão apresentados em seis tempos, como se fosse um menu tradicional francês, ou seja, com entrada, prato principal, prato de queijos, sobremesa e petit fours, tudo com as características de um menu convencional, que evolui ao longo de cada prato. São receitas que podem ser servidas isoladamente como opção de sobremesa para uma recepção ou em um cardápio de restaurante, mas, se apreciados em sequência, formam uma refeição completa inusitada e agradável ao paladar.

Preparo  Mas como uma degustação de seis pratos de confeitaria na mesma noite não fica enjoativa? Para Mariana Correa, a crença de que as receitas têm que ser muito doces é outro tabu. O segredo para garantir que a experiência seja deliciosa e marcante durante todo o jantar está na valorização dos sabores e características naturais dos ingredientes, além da inexistência ou uso mínimo do açúcar adicionado.

“Utilizo, na maioria dos pratos, apenas o açúcar já presente nos alimentos, sem adição nos preparos. Isso garante naturalidade, delicadeza e elegância às receitas. Além da variedade de frutas e legumes, o contraste de texturas e temperaturas faz com que o paladar seja surpreendido a cada etapa”, afirma a chef pâtissière, que apesar de colocar em prática as técnicas modernas da confeitaria francesa, pretende utilizar ingredientes bem brasileiros no menu, como a jabuticaba, o cupuaçu, o maracujá doce, ervas e especiarias, entre outros, além de queijos típicos e pães.
Os pratos serão harmonizados com chás Tea Shop, além de água, com e sem gás, e espumante de boas-vindas, incluídos no preço do ingresso.

Anote!
Jantar em Seis Tempos – La Parisserie
Data: 12/02/2019
Local: Bouquet Garni (Rua Tenente Anastásio de Moura, 676, Santa Efigênia)
Horário: 19h30
Ingressos: R$ 250 e devem ser adquiridos via Sympla ou na loja La Parisserie (Avenida dos Bandeirantes, 1299, Lj 27, Sion)

Categorias
Gastronomia
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR