PALÁCIO DAS ARTES RECEBE ESPETÁCULO GRANDE SERTÃO: VEREDAS

PALÁCIO DAS ARTES RECEBE ESPETÁCULO GRANDE SERTÃO: VEREDAS

Montagem integra o projeto Rosa Encenado, que homenageia os 110 anos de nascimento de Guimarães Rosa
Crédito Roberto Pontes

Nos dias 23 e 24 de junho, sábado e domingo, o Grande Teatro do Palácio das Artes recebe a montagem do espetáculo/instalação Grande Sertão: Veredas, de Bia Lessa.

A diretora revisita o escritor para encenar, pela primeira vez, sua peça em um espaço cênico. No elenco estão Caio Blat, Luíza Lemmertz, Luísa Arraes, Leonardo Miggiorin, José Maria Rodrigues, Balbino de Paula, Daniel Passi, Elias de Castro, Lucas Oranmian e Clara Lessa.

Para essa montagem inédita, a diretora propõe a um só tempo uma peça de teatro e uma instalação. A montagem traz para o palco a saga do jagunço Riobaldo (Caio Blat), que atravessa o sertão para combater seu maior inimigo, Hermógenes (José Maria Rodrigues), fazer o pacto com o diabo e viver seu amor por Diadorim (Luiza Lemmertz).

“Estrear a peça em BH era absolutamente necessário. É como realizar um sonho estar no palco do Grande Teatro, inseridos nesse programa que homenageia Guimarães Rosa de tantas formas. É realmente, uma honra para todos nós”, comenta Bia.

Crédito Marcella Garbo

Para dar vida ao mítico sertão, a diretora reuniu nomes como Egberto Gismonti (música), Camila Toledo (concepção espacial, com a colaboração de Paulo Mendes da Rocha), Sylvie Leblanc (figurino) e Fernando Mello da Costa (adereços).

A grande estrutura tubular concebida para os cenários lembra um claustro, uma gaiola. Instalada no palco do Grande Teatro, também é, ao mesmo tempo, cenário de violentas batalhas e de reflexões profundas. 250 bonecos de feltro com tamanho humano, criados pelo aderecista Fernando Mello da Costa, compõem uma imagem permanente: a cena da morte de Diadorim como um presépio.

A trilha sonora completa a atmosfera do Grande Sertão: Veredas, composta por três camadas: os ruídos e sons ambientes, a música de Egberto Gismonti e a que representa a memória emotiva.

Ao todo, 154 fones de ouvido permitirão que a plateia, disposta no nas laterais do Grande Teatro, possa escutar separadamente a trilha sonora, as vozes dos atores, os efeitos sonoros e sons ambientes, levando-o a um nível inédito de interação com a dimensão sonora do espetáculo.

Para Lessa, a montagem de Grande Sertão: Veredas em Belo Horizonte representa um desafio. “O teatro para mim é sagrado. Me dedico a ele de tempos em tempos, não me sinto com capacidade de realizar espetáculos um após o outro. Me deparei com o Grande Sertão e ele se apoderou de mim mais uma vez”, destaca.

A atração integra a programação do Rosa Encenado, que, em 2018, celebra os 110 anos de nascimento de João Guimarães Rosa.

Crédito: Annelize Tozzetto

Anote!

Espetáculo Grande Sertão: Veredas
Data: 23 e 24 de junho
Horário: 20h (sábado e domingo) e 16h (domingo)
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537)
Ingressos: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada), à venda na bilheteria do teatro ou pelo site Ingresso Rápido.

Categorias
ETC...
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR