MARCHINHA DO CARNAVAL SERÁ CONHECIDA NESTA SEXTA, 14

MARCHINHA DO CARNAVAL SERÁ CONHECIDA NESTA SEXTA, 14

Tradicional Concurso de Marchinhas Mestre Jonas realiza a final no Distrital
Crédito Vincícius Caricatte

BH vai conhecer nesta sexta, 14 de fevereiro, a marchinha de carnaval vencedora do Concurso Mestre Jonas, em festa realizada no Distrital. A grande final vai premiar as três melhores canções e também o Hit do Carnaval, distribuindo 15 mil reais em prêmios.

A criatividade e as críticas sociais e políticas dominam, é claro, os temas desse carnaval. E vamo combinar: o cenário político brasileiro nunca deu tanto assunto pra ser usado, não é mesmo?

Confira abaixo as músicas que concorrem na final (clique nos nomes para ouvir):

Marchinhas
– Quem não deu Damares (autor: Alexandre Rezende. Intérprete: BOBO DA CUÍCA, RAYANA TOLEDO, MARCIO MARTINS, CAIAU DO PANDEIRO)
– O que vale é a vida (autor: DA MACEDÔNIA. Intérprete: CLARA LINHARES, DA MACEDÔNIA, SIRLENE SALVADOR e VALÉRIA BRAGA)
– Chupe-chupe lambe-lambe (autores: Marcos Frederico e Vitor Velloso. Intérpretes: MARCOS FREDERICO, MARINA MACHADO, VALÉRIA BRAGA e VITOR VELLOSO)
– Parente Bolsominion (autores: Lulu Rimasserta, Fredim Santos e Guto da Lagoa. Intérpretes: ZE MAURO, FRED SELVA, CÍCERO SILVA e BETH COUTINHO)
– Mimosas Borboletas (autores: Celinha Braga. Intérpretes: FLORA GUERRA, BRENDA ANDRADE, JHESSICA VILAS e CELINHA BRAGA)

Crédito Vinícius Caricatte

– Xô preconceito (autores: Batista Coqueiral,  Mestre Joãozinho BH, Régis da Vila e Maurílio Terra. Intérpretes: ANA PROENÇA, RÉGIS DA VILA, MESTRE JOÃOZINHO BH e MAURÍLIO TERRA)
– Lagoinha meu amor (autores: Zé Turkin e Romoaldo Riobaldo. Intérpretes: MARLI MENA, ROSÂNGELA PORTA BANDEIRA, CIDA BATERIA e JOÃO CINTURA FINA)
– Marcha da Liberdade (autor: Makely Ka. Intérprete: LIVIA ITABORAY)
– Folia Mineira (autores: Flávio Boca e Vitor Veloso. Intérprete: FLAVIO BOCA, BÁRBARA BARCELLOS e BIANCA LUAR)
 Chuva de Culpa (autores: Gabriel Arruda e Filipe Gonçalves. Intérpretes: GABRIEL ARRUDA, FILIPE GONÇALVES, GABRIEL GANIME e PEDRO RAMOS)

Hit do Carnaval
Conheça agora as que concorrem ao prêmio de Hit do Carnaval:
– A dancinha da 3a guerra mundia (autores: Vitor Velloso, Marcos Frederico, Matheus Brant. Intérprete: Orquestra Royal)
– Hino do sai pra lá capeta (autores: Rodolfo Pinhón Bechtlufft e Luísa Filizzola. Interpretes: Bloco Sai Pra Lá Capeta)
– Solta o espartilho (autores: Marcelo Veronez, Lira Ribas, Ethel Braga, Gregório Pimenta, Ana Reis e Cris Cunha. Intérprete: Corte Devassa)

Minha preferida

Eu não sou juiza do concurso, mas já elegi minha preferida! Desde a primeira vez que ouvi “Quem não deu, Damares” sabia que tinha um enorme potencial. O refrão fácil de guardar fica na cabeça e você se pega cantarolando a música o tempo todo. Conversei com o autor, Alexandre Rezende quee contou como surgiu a música.

BH Cult: Ano após ano a gente vê inúmeras marchinhas com tema político. Em 2020, temas dessa área foi o que mais se viu entre as classificadas. Como foi o processo de escolha pra você?
Alexandre Rezende: A escolha foi natural. Política hoje, de uma maneira ou de outra, é um assunto vivo em qualquer roda de conversa. Até quando não falamos, ela está na nossa cabeça e temos que lembrar de esquecer para não desagradar o parente que pensa diferente. É o governo quem vive pautando a sociedade a discutir os temas mais absurdos. Do terraplanismo à castidade, a gente discute sobre o retrocesso enquanto eles avançam, progridem com uma política que não respeita a vida, o meio ambiente e vão vendendo o que já conquistamos. A marchinha política é pra contrapor à máxima do “vai distrair que você esquece”.

BH Cult: Vc já compôs outras marchinhas conhecidas? Conte um pouco da sua trajetória.
Alexandre: Componho sambas, sou compositor e cantor de sambas. Estou preparando meu primeiro disco e já fui gravado por alguns grupos daqui. No ano passado, também como Bobô da Cuíca, fiz minha primeira marchinha e fomos vice campeões do concurso Mestre Jonas.

BH Cult: Se ganhar, o que representaria pra você ser o autor da melhor marchiunha do carnaval de BH em 2020?
Alexandre: Ganhar seria uma realização, uma alegria gigante! Sendo um compositor popular não há nada melhor que ver uma musica deixar de ser sua e ganhar as ruas.

Fantasias

Como Carnaval tem que ter fantasia, o público também vai ter a oportunidade de disputar um prêrmio nessa festa. É o Concurso de Fantasias, que vai premiar – com mil reais – os três foliões mais criativos, originais e divertidos. Mas, atenção: para concorrer nesse quesito, é preciso retirar o convite gratuito pelo Sympla.

Crédito Vinícius Caricatte

História

Conheça as marchinhas que já venceram o concurso Mestre Jonas. O nome é uma homenagem ao compositor e sambista mineiro Jonas Henrique de Jesus Moreira, falecido em 2011.

2012 – “Na Coxinha da Madrasta” de Flávio Henrique Alves
2013 – “Imagina na Copa” de Daniel Iglesias, Matheus Rocha e Guto Borges
2014 – “Baile do Pó Royal” de Alfredo Jackson, Joilson Cachaça e Thiago Dibeto
2015 – “Rejeitados de Guarapari” de Flávio Boca, Rae Medrado e Sergio Duá
2016 – “Não enche o saco do Chico” de Marcos Frederico e Vitor Velloso
2017 – “O baile do cidadão de bem” de Helbeth Trotta e Jhê Delacroix
2018 – “Esperando o metrô” de João Batera e Dimas Lamounier
2019 – “É Carnaval em BH” de Jhê Delacroix e Helbeth Trotta

O 9º Concurso de Marchinhas Mestre Jonas conta com o patrocínio da Amstel e o apoio da Gingibre e Xeque Mate.

Anote!
Final do 9º Concurso de Marchinhas Mestre Jonas
Data: 14 de fevereiro, sexta-feira
Horário: 20h
Local: Distrital – Rua Opala s/n – Cruzeiro
Ingressos: de R$ 20,00 a R$ 40,00
Vendas: Sympla
Ponto de Venda Físico: Distrital – R. Ouro Fino 452, Cruzeiro – de 9h as 18h
Informações: 31-3284-0709

Categorias
Música
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR