FRANÇOISE FORTON APRESENTA "MINHA VIDA DARIA UM BOLERO"

FRANÇOISE FORTON APRESENTA “MINHA VIDA DARIA UM BOLERO”

Peça chega a BH nos dias 8 e 9 de junho no Sesc Palladium
Divulgação

Um grande sucesso de Artur Xexéo, a peça “Minha vida daria um bolero”, chega a BH nos dias 8 e 9 de junho, sábado e domingo, no Grande Teatro do Sesc Palladium com os atores Françoise Forton e Aloísio de Abreu.

Sucessos do bolero presentes no imaginário coletivo como “Tú te Acostumbrastes”, “Solamente uma Vez”, “Angustia”, “Besame Mucho”, “Contigo Aprendi”, “Noite de Ronda”, “Vereda Tropical” e mais 11 músicas estão na montagem.

“Poucos gêneros musicais falam tanto do amor quanto o bolero: paixões não correspondidas, relações interrompidas e amores proibidos. O bolero adequado a uma comédia romântica é suave e leve. Todo mundo já se emocionou com algum bolero. Há toda uma geração que dançou de rosto colado ouvindo Nat King Cole cantar “Aquellos ojos verdes”, ou as cantoras da Era do Rádio, a Nana Caymmi”, conta Xexéo.

A montagem traz ainda Itamar Assiere, que além de fazer a direção musical, toca piano ao lado do percussionista Diego Zangado. A direção é de Rubens Camelo e Paulo Denizot, que também assina a iluminação.

Quando começa a peça, está indo ao ar a última edição do programa “Minha Vida Daria Um Bolero”. Neste dia, Diana expõe, ao vivo, o relacionamento que mantém há 20 anos com Orlando.  Porém, eles nunca se viram. Só conversam por e-mail, mensagens de celular e principalmente pelo programa de rádio. Mas agora, após a última edição, pela primeira vez, terão um encontro presencial, numa prometida aula de dança.

As ondas da rádio Mundo criam a relação entre os personagens. Diana é uma mulher que nunca se casou, acredita no amor, mas nunca arriscou. Orlando é um homem que sempre quis casar, porém com dificuldades de manter as relações. Na medida em que o tempo passa, durante o programa, os personagens vão ajudando um ao outro, aprendendo e descobrindo o caminho do amor.

Divulgação

“A peça conta a maneira com que as pessoas podem se apaixonar, mesmo não estando presentes fisicamente. O relacionamento acontece a partir do programa de rádio de Diana – Minha Vida Daria um Bolero-, onde ela usa boleros para dar conselhos a seus ouvintes”, detalha Françoise Forton.

Orlando, interpretado por Aloísio de Abreu, é um professor de dança que busca o programa para se aconselhar e acaba se apaixonando pela voz da apresentadora. “No dia em que é abandonado no altar por sua noiva, Orlando ouve o programa de boleros e se apaixona pela voz e pelo jeito despachado da locutora”, conta Abreu.

O espetáculo, que tem realização do Ministério da Cidadania e Governo Federal, integra a Temporada Pólobh 2019, que assegura a circulação, em Belo Horizonte, de grandes nomes das artes do Brasil e do Mundo, com produção nacional da Barata Produções, produção executiva local da Pólobh, patrocínios locais do Instituto Unimed-BH, Pottencial Seguradora, MIP Engenharia, Localiza Hertz como locadora oficial, viabilizados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, parceria estratégica com o Jornal O Tempo e Rádio Super FM, promoção exclusiva da Rádio Alvorada e apoio da Fredizak, HBA, SouBH além do apoio cultural do Sesc em Minas e o apoio da Globo.

A atriz Françoise Forton fez um convite especial pra vocês, seguidores do BH Cult:

 

Anote!

“Minha Vida Daria um Boleto”
Data: 08 e 09 de junho
Horário: sábado às 21h e domingo às 19h
Local: Grande Teatro do Sesc Palladium
Valores:
Plateia I – R$ 90,00 (Inteira) | R$ 45,00 (Meia)
Plateia II – R$ 70,00 (inteira) | R$ 35,00 (Meia)
Plateia III – R$ 50,00 (Inteira) | R$ 25,00 (Meia)
Vendas:
bilheterias do teatro (Rua Rio de Janeiro, 1046 , Centro)
ou pelo site https://www.ingressorapido.com.br/
Informações: (31) 3270-8100 | www.sescmg.com.br/sescpalladium/
Classificação: 12 anos
Duração: 70 min

Categorias
ETC...
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR