BH CULT INDICA: CONHEÇA ZOTHA, O MUSO DO XÔTIFALÁ

BH CULT INDICA: CONHEÇA ZOTHA, O MUSO DO XÔTIFALÁ

O BH Cult conversou com Luiz Othávio Gimenez, o Zotha

Se você mora em BH e nunca ouviu falar no Xotifalá ou no Zotha – o muso mor do entretenimento audiovisual em Minas, você TEM que correr atrás do prejuízo e assistir a TODOS os episódios.

O programa começou em 2015 no Facebook do Portal Uai e do Estado de Minas abordando, de forma criativa e bem-humorada temas como homofobia, astrologia, solteirice, crushes, carnaval, Natal, gravidez, crise política, Tinder, enfim. Uma infinidade de assuntos tratados com leveza e ironia.

Zotha já analisou, por exemplo, os blocos belo-horizontinos de cada signo, o Top 10 das saídas de armário, o que fazer quando há um apagão, o verão 2020, bastidores da terapia ou como você se comporta diante da crise política a partir do seu signo.

O que mais chamou a minha atenção quando vi o programa pela primeira vez foi a simpatia extrema e o jeitinho de falar do Zotha que ganhou meu coração instantaneamente. E ai, passei a acompanhar sempre e a me divertir demais.

Recentemente tive a oportunidade de encontra-lo num evento e, é claro, fui obrigada a tietar, né. Não ia deixar um muso perfeito desses passar em vão jamais! Sabe o que é melhor? Pessoalmente ele é tão marah como nos vídeos. Olha a gente aí oh:

Depois disso já cantei logo uma entrevista porque não sou bexxxta e ele topou! Olha que bom? Acompanha aí:

BH Cult: Antes do Xôtifalá, você já trabalhava no Estado de Minas?
Zotha:
Eu entrei no EM em abril de 2012 como estagiário no caderno Gerais. Em 2014, um pouco depois do meu contrato acabar, me chamaram para ser repórter no Núcleo de Criação Multimídia que tinha acabado de ser criado. Desde então, entrei de cabeça na produção de conteúdo digital, pensando em pautas para engajamento em redes sociais.

BHC: Como e em que ano surgiu a ideia de criar o Xôtifalá?
Zotha:
O Xôti (apelido carinhoso) foi para o ar pela primeira vez em junho de 2015. Meses antes, eu havia começado um canal no Youtube, o Vlog do Zotha, onde eu conversava com uma almofada e falava sobre coisas do meu cotidiano, como matar baratas e prazer anal (risos). Eu, uma câmerazinha bem ruim, uma parede lilás e Jorge, a almofada. Então, a Liliane Corrêa, minha editora, viu, achou legal e mostrou para o diretor de redação. Fiquei imaginando o diretor do Estado de Minas assistindo meu vídeo sobre sexo anal gay… Infelizmente não tive retorno sobre isso, mas soube que ele tinha gostado do conteúdo do canal e nos incentivou a criar algo semelhante para o EM. Pronto, tive que acostumar com a ideia de expor que eu dava o c* para BH inteira.

BHC: Como escolhem as pautas que vão abordar?
Zotha:
A gente pensa sempre em abordar algo que está bombando na semana nas redes sociais e criar em cima disso. De início, a ideia era falar sobre eventos ou movimentos que aconteciam em Belo Horizonte, como um serviço mesmo. Aos poucos, eu fui colocando minha personalidade e minhas opiniões em todo o conteúdo. Rolou censura? Rolou. Mas, com a repercussão positiva, tiveram de ceder. Agora, eu sinto que tenho muita liberdade para falar sobre tudo o que eu quiser. É um lugar batalhado.

Reprodução IG

BHC: E a Larissa Kümpel? A ideia sempre foi colocá-la também em evidência ou foi por acaso e acabou dando certo? Qual o papel dela no programa?
Zotha:
Larissaish se autodeclara “influenciadora de risadas digitais”. A risada dela nos vídeos fazem 100% parte da linguagem do conteúdo. É icônica! No final do ano passado tivemos a ideia de mudar o formato, tirando a redação como pano de fundo e passamos a usar chroma key. Com a mudança, fiz com que Larissa saísse detrás das câmeras e desde então, construímos esquetes juntos e dividimos a produção do roteiro e tempo nos vídeos.

BHC: Se pudesse citar um programa marcante, qual seria e por que?
Zotha:
O carnaval é nosso auge! É quando encontramos as pessoas que nos acompanham na rua e recebemos muito carinho. Estou há quatro anos fazendo cobertura do carnaval de BH e acho que o conteúdo produzido nesses dias é realmente marcante. Agora, um vídeo realmente inesquecível é o que eu falo sobre o ‘feminejo’, que estava em ascensão lá em 2016. A gente conseguiu mais de 500 mil visualizações orgânicas. Apesar de não ser meu vídeo preferido, é nossa maior audiência até hoje. É um marco, sem dúvidas.

BHC: O Carnaval tá chegando e sei que é uma época que você adora. Teremos algo especial do XTF?
Zotha:
Neste ano ainda está incerto. Não posso dizer ainda o que está por vir, mas juro que será divertido!

BHC: Como é a receptividade do público com você?
Zotha:
Mesmo mostrando a cara e a opinião num jornal historicamente conservador, com leitores mais conservadores, a recepção sempre foi muito positiva. Não só nas redes, como na rua. Confesso que eu fico muito envergonhado quando sou abordado por um seguidor pessoalmente. Eu acho que é o tipo de coisa que não dá pra acostumar. As pessoas que me acompanham se sentem muito próximas e demonstram intimidade comigo. É um reconhecimento sobre tudo do que eu faço, tanto no Xôtifalá quanto em projetos paralelos. Eu amo e tento receber as pessoas na mesma intensidade que elas chegam, como uma forma de gratidão.

BHC: Quais os planos de 2020 pro programa?
Zotha:
O plano é amadurecer o novo formato com mais ironia, mais acidez e com uma estética mais pop. O que me faz amar o Xôtifalá é que ele é um lugar de experimentação. É incrível ter liberdade para testar formatos e linguagens.

Reprodução IG

BHC: Conte um pouco quem é o Zotha:
Idade: 27 anos
Nascimento: 23 de novembro de 1992
Signo: Sagitário
Ascendente: Sagitário
Local de nascimento: São João del-Rei
Comida preferida: Eu amo qualquer coisa que envolva bacon e massa fresca
Bebida preferida: Eu ia falar cerveja, mas coca-cola é a minha rainha pessoal (alô merchan!)
Que tipo de música gosta de ouvir? Eu amo música pop
Cor: Amarelo
Um lugar: Uma praia
Uma frase: “Quando a pessoa se determina, se designa ser uma coisa, ela é aquela coisa” (Tatá Werneck)

Fotos: Reprodução IG

Assine o canal do programa e não perca nenhum episódio: Xôtifalá
E siga também o Zotha no Instagram: Zothavio

E assista um dos melhores EPs ever!!!

Categorias
BH Cult Indicadestaque
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR