COMIDA AFETIVA É APOSTA DO PROJETO SOU DA FAVELA

COMIDA AFETIVA É APOSTA DO PROJETO SOU DA FAVELA

Pé e rabo de porco, espetinhos, pescoço de peru E moela são alguns dos pratos

Capacitar os moradores da favela e ainda resgatar as antigas receitas do morro, esses são os objetivos do Projeto “Sou da Favela”, que acontece do dia 27 a 29 de setembro no Parque Eduardo Curi, no bairro Santa Lúcia.

Serão vendidos pratos feitos pelos próprios moradores, como pé e rabo de porco, espetinhos, pescoço de peru, moela, fígado com jiló, dobradinha, e doces.

Serão três dias de lazer e entretenimento, com o melhor da culinária, cervejas artesanais, atrações infantis, forró, samba e axé. O evento tem o objetivo de ocupar as praças da cidade com eventos para a comunidade, e também é uma forma de ajudar os expositores que também precisam trabalhar, gerando emprego e renda.

“A gastronomia tem um poder transformador que vai além do entretenimento. Por isso decidimos ampliar as atividades para três dias, incluindo ações que promovem o conhecimento, discussões relevantes acerca do tema e também articulando uma programação destinada ao social, com intervenções em escolas, mostrando que a gastronomia pode ser um caminho para o futuro das crianças”, explica o idealizador do Projeto Sou da Favela – Matheus Pereira.

Serviço

Projeto Sou da Favela
Data: 27 a 29 de setembro
Horário: Sexta-feira: 18h às 22h
Sábado e Domingo: 11 às 22h
Local: Parque Eduardo Curi – Santa Lúcia
Entrada Gratuita

Categorias
Gastronomia
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR