CINE104 EM CASA EXIBE FILMES ONLINE GRATUITAMENTE

CINE104 EM CASA EXIBE FILMES ONLINE GRATUITAMENTE

Os filmes são exibidos de quarta a sábado
Divulgação

Nem só de Netflix vive o homem, não é minha gente? Quem gosta de filmes alternativos ou que foram pouco exibidos por aí tem um novo projeto pra chamar de seu: é o “CINE104 em Casa”, onde o Cine104 exibe uma programação especial e gratuita de filmes nos próximos meses.

A ideia é aproximar o público à filmes impactantes de cineastas talentosos de diversos países do mundo, assim como produções nacionais recentes e outros projetos que não tiveram tanto destaque no circuito de distribuição de filmes no Brasil.

A exibição acontece de quarta a sábado, pela plataforma do Vimeo, apresentando dois filmes por semana. Os links e respectivas senhas para acesso são disponibilizados nas páginas oficiais do Centoequatro no Facebook e no Instagram, além do site do 104. Para assistir, basta clicar no link e digitar a senha.

A programação também terá bate papos ao vivo com cineastas, diretores e diretoras no IG  do Centoequatro (@centoequatrobh), com foco no importante e contemporâneo diálogo a respeito da ressignificação do audiovisual, de suas possibilidades não só no contexto criado com a pandemia do COVID-19, mas também pelos desafios do crescimento dos serviços de streaming e on demand. A curadoria da programação é assinada por Mônica Cerqueira.

PROGRAMAÇÃO MAIO

Crédito Juliana Miari

01/05 e 02/05:
“Apesar da noite”
Sinopse: Lenz deixa a Inglaterra e retorna a Paris. Ele procura por Madeleine, um amor do passado, que desapareceu misteriosamente. Ele encontra Hélène, uma jovem enfeitiçada por impulsos autodestrutivos. Um amor louco se desenvolve entre eles.  Assim começa uma história de amor febril e ciúme, em um cenário de tristeza, paixão, sexo, sadomasoquismo e autodestruição. Philippe Grandrieux constrói uma obra livre dos padrões narrativos tradicionais. O diretor é considerado um dos cineastas mais experimentais do cinema francês atual.

06/05 e 07/05:
“Zama”
Sinopse: O filme é baseado no romance de Antonio Di Benedetto escrito em 1956, sobre Don Diego de Zama, um oficial espanhol do século XVII que se estabeleceu em uma colônia na fronteira da Argentina com o Paraguai e aguarda sua transferência. Zama é um colonizador, e sua missão é, segundo ele, “pacificar os índios”. Lucrecia Martel cria o universo da perturbação interior de Zama e seu contexto externo – o ambiente em que ele está – com uma intensa vibração de cores, sons, objetos e falas. Destaque para a participação do ator brasileiro, Matheus Nachtergaele.

08/05 e 09/05:
“Jaua”
Sinopse: JAUJA venceu o Prêmio da Crítica na mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes em 2014. Viggo Mortensen interpreta o protagonista – um pai que, junto com a filha, se aventura numa estranha viagem que tem como destino um deserto localizado no fim do mundo. O ator é também o autor da trilha musical do filme. Uma obra hermética, enigmática, que valoriza a imagem.  A fotografia, assinada por Timo Salminen, e a beleza das locações são grandes forças no filme.

13/05 e 14/05: “Synonymes”
Sinopse: O filme foi o ganhador do Urso de Ouro (Melhor Filme) e do Prêmio Especial da Crítica no Festival de Berlim em 2019. O diretor Nadav Lapid se inspirou em si mesmo para dar vida ao cativante protagonista do filme, Yoav, uma ótima interpretação do ator israelense, Tom Mercier. Yoav perambula pelas ruas de Paris sem um destino certo, sempre acompanhado de seu dicionário. Ele deixou Israel, pois não se sente adequado no país onde nasceu. Ele tenta se ajustar na Europa colonizadora, representada pela icônica cidade luz. A câmera de Nadav Lapid é frenética e acompanha o desespero de Yoav em sua negação e em seu desejo de se adaptar, ser aceito. Ela persegue o protagonista, mostra pressa e movimento para revelar a ilusão e a decepção de Yoav na sua busca. 

15/05 e 16/05:
“A Árvore dos Frutos Selvagens”
Sinopse: Segundo o diretor, ele “tenta contar a história de um jovem que sente um sentimento de culpa por se sentir diferente de uma maneira que ele não pode aceitar, que está sendo arrastado para um destino que não quer abraçar”. O filme revela a crise entre o jovem Sinan e o pai, a mãe, a irmã, a cidade natal e a profissão de escritor. Os diálogos são o motor da ação. O roteiro é assinado por Nuri Bilge Ceylan e Akin Aksu, seu sobrinho, e contém citações de vários autores, incluindo Anton Chekhov, Fyodor Dostoevsky, Friedrich Nietzsche e escritores turcos. O filme se baseia na história real de Akin Aksu e sua relação com o pai.

 

CINE104
Endereço: Centoequatro (Praça Rui Barbosa, 104 – Centro)
Telefone: (31) 3222-6457
Instagram: @centoequatrobh
Site: https://www.centoequatro.org/

Categorias
ETC...
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR