CASA ÁVILA, A TRADICIONAL COZINHA DO SERRO EM PLENA BH

CASA ÁVILA, A TRADICIONAL COZINHA DO SERRO EM PLENA BH

Comida boa, afetiva e reinventada marcam o recém inaugurado restaurante

A comida é sem dúvida um dos maiores patrimônios culturais de Minas , somos um estado com proporções continentais e por isso cheio de regionalismos, e estas diferenças nos garantem muitas Minas dentro de uma só. Uma das regiões que se destaca na culinária dentro e fora do estado é a do Serro, famosa por seus queijos, quitandas, frutas e verduras típicas  e desde o início do mês a capital  passou a ter dentre seus restaurantes um que homenageia esta região, a Casa Ávila que foi idealizada por dois primos ( Tiago e Heberth Ávila) que resolveram empreender usando como base suas memórias de infância vividas naquela região. A ideia do restaurante é unir o melhor dos sabores da cozinha mineira – e principalmente do Serro – e apresentá-los de uma maneira contemporânea. Receitas consagradas, como frango com quiabo, carne de panela e leitão à pururuca, receberam novas leituras para serem degustadas como tira-gosto ou em porções, tudo acompanhado por uma boa cerveja artesanal, com espaço para as marcas locais.

Estivemos no espaço na época da sua inauguração e encontramos um local super bem decorado, anfitriões receptivos e apaixonados pelo novo negócio, cerveja de primeira e com não poderia deixar de ser, comida deliciosa. A casa cumpre o que promete e muito mais, os sabores encantam até aqueles que costuma torcer o nariz para ingredientes menos tradicionais.

Para garantir a qualidade e a inovação do menu, o espaço contou com a consultoria do chef Juliano Caldeira (ex-Rima dos Sabores) em todas as etapas, desde a concepção do bar até a finalização do cardápio. “Junto com o Juliano, testamos a receita até chegar no sabor que tínhamos na memória”, destaca Tiago, um dos proprietários da casa. “Fui convidado pela Família Ávila para participar do projeto da Casa desde o princípio e vi que eles não estavam para brincadeira. A todo momento a preocupação com os detalhes sempre foi muito grande. Todas as conversas e decisões eram sempre vistas, revistas e ‘desvistas’. Tenho certeza que a Casa Ávila não será apenas mais um Bar de cervejas especiais, mas sim uma Casa Referência em comida regional, entretenimento e claro cervejas especiais”, afirma Juliano Caldeira.

Experimentamos um dos carro chefe da casa, um prato elaborado a partir de lembranças da infância dos proprietários:  a cuia mineira. Trata-se de uma base feita com massa aberta, semelhante à do pastel de angu, e que traz diversos tipos de recheios inspirados em pratos tradicionais mineiros. “Lembro do meu pai comentar da massa do pastel, leve e com um toque defumado, presente nas confraternizações da família do meu avô paterno José Nunes. Quisemos resgatar essa memória e incluímos recheios de frango com quiabo, palmito com pesto de baru, carne cozida com molho de frutas vermelhas, e ainda a cuia de lombo com mamão verde, que era um dos pratos preferidos da família Ávila”, ressaltou Heberth. Eu imaginava um prato saboroso, mas a iguaria é divina! Todos os três sabores são de comer rezando e acompanhadas de boa cerveja deixaram a experiência ainda melhor.

Outros pratos como moela de avestruz, tábuas de queijos e charcuratia também fazem parte do cardápio mas em minha opinião uma tábua com quatro tipos de bacon: o tradicional, com mostarda e melaço, com sete ervas e com molho barbacue artesanal deveria sem patenteada!!! Ao ouvir a explicação do prato já me interessei, até porque bacon é vida, mas me preocupei em se tratar de sabores muito parecidos, mas não cada uma das opções tem o sabor destacado e ao mesmo tempo harmoniosa!

VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS LOCAIS – Uma das ideias que faz parte da filosofia da Casa Ávila é a valorização dos produtos artesanais, primando pela qualidade em todos os insumos. Além dos chopes locais, que vão marcar presença nas biqueiras, os proprietários vão buscar o máximo de ingredientes de pequenos produtores.

“Os temperos utilizados na cozinha são fabricados por uma prima da minha mãe, no Serro. Os queijos também são de uma fazenda de lá. Outros ingredientes também serão adquiridos de pequenos produtores em diversas regiões do Estado, como forma de valorizar e de se aproximar dos sabores da cozinha tradicional interiorana, onde quase tudo que se usava estava bem próximo, no quintal ou no vizinho. A ideia também é ter um pequeno empório para disponibilizar alguns itens dessas pessoas para o cliente que quiser levar para a casa”, conta Heberth.

Vida longa a Casa Ávila! Esta é uma casa que a gente recomenda pelas delícias, pelo clima e claro, pela valorização das nossas mineiridades!

Anote!

Casa Ávila

Local: Rua Onísio, 50, bairro Dom Joaquim (esquina com Via 710)

Funcionamento: De terça a quinta-feira, das 17h à 0h; sexta-feira, de 16h30 a 1h; e sábado, de 14h à 1h

Categorias
Gastronomia
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR