BH CULT INDICA: ROBERTA CAMPOS - %%%%

BH CULT INDICA: ROBERTA CAMPOS

Outro dia recebi uma mensagem do Tiléo (meu tio e um dos meus melhores amigos) com um link para ouvir uma música chamada “Amiúde”, gravada por Roberta Campos, Marcelo...

Outro dia recebi uma mensagem do Tiléo (meu tio e um dos meus melhores amigos) com um link para ouvir uma música chamada “Amiúde”, gravada por Roberta Campos, Marcelo Camelo e Marcelo Jeneci. Eu não conhecia quase nada do trabalho da Roberta, mas, como tinha o Camelo – e como sempre confio nas coisas que o Tiléo indica – resolvi ouvir… Foi identificação ao primeiro acorde! Amei a música, a letra, o estilo de cantar da Roberta, tão suave… E a partir daí, resolvi procurar mais sobre ela.

Assim, descobri o Todo Caminho é Sorte, último trabalho da cantora. Geralmente, quando a gente escuta um disco pela primeira vez, é normal demorar um pouco pra assimilar o som e se “acostumar” com as canções. A única que eu conhecia era “Minha Felicidade”, tema da abertura da novela das seis, Sol Nascente.

Para minha surpresa, eu amei todo o álbum de cara. É como se as canções já fizessem parte do meu universo musical há muito tempo. Que músicas lindas ela compõe… Fiquei emocionada e me senti tão bem, que não parei mais de ouvir. Aí, fui descobrindo outras paixões, como “Ensaio sobre o amor” e”Libélula” (que atualmente é a minha preferida).

Consegui bater um papo bem legal com a Roberta, que é mineira. Falamos sobre o início da carreira, as composições, o show em BH… E foi ótimo! <3

BH Cult: Como e quando vc começou a compor, tocar e cantar?
Roberta Campos: Aos 11 anos de idade, ganhei meu primeiro violao e comecei a aprender a tocar! Sempre gostei muito de cantar, mesmo sem saber que sabia! A composição veio muito cedo também, mas tive consciência que compunha, e comecei a levar mais a sério, mais ou menos aos 16 anos.

BHC: Quais foram suas influências nesta época? De lá pra cá, elas mudaram?
RC: The Beatles, Caetano, Gil, Paulinho Nogueira, Elis, Tom Jobim, Los Hermanos, Paralamas, Kid Abelha, Milton Nascimento, Radiohead, Pato Fu, Beto Guedes, Lô Borges… De lá pra cá, só foi aumentando as coisas que ouço e sei que, de alguma forma, acaba influenciando minha música!! Escuto muita coisa!!!

BHC: Você conseguiu emplacar músicas em novelas, que ganharam muita visibilidade. O que isso faz pela carreira de um artista “novo”?
RC: Ajuda muito a levar minha música a mais e mais pessoas! Com isso, todas as coisas acabam tendo um impulso. Como a chance de ir em programas de TV, que não havia ido ainda, fazer shows em cidades que não tinha ido também! A música acaba indo a lugares que às vezes eu nem sabia que existia!

BHC: Vc já gravou com nomes como Nando Reis e Marcelo Camelo… Como surgiram essas parcerias? 
RC: O Nando foi super gentil! Convidei ele pra gravar comigo “De Janeiro a Janeiro” através do meu produtor. Não nos conhecíamos e ele nem sabia de mim até receber o convite e a música para conhecer. Foi muito especial receber esse carinho dele! O Camelo eu conheci através de um vídeo que fiz cantando “Doce Solidão” e ele ficou curioso pra me conhecer pessoalmente! Sempre nos falamos! Quando fiz a música, já corri pra fazer uma demo e mandar pra ele já convidando pra cantar comigo!! Ele foi muito querido e aceitou o convite!

BHC: Da banda que montou em Sete Lagoas há anos atrás, para o trabalho que tem hoje, o que você diria que mudou em relação ao modo como você vivencia e experimenta a música? 
RC: Mudou tudo! São realidades diferentes! Antes, mesmo já compondo e cantando vez ou outra, as minhas composições eram mais canções que gostava, que eu cantava, de bandas e cantores que eu curtia! Hoje as pessoas me conhecem pelas minhas canções, vão aos meus shows para cantarem as minhas canções!

BHC: Li numa entrevista, que você tem o sonho de cantar com o Milton Nascimento. Vc já esteve com ele? E pq o admira?
RC: Sim! Em 2011, cantamos eu, ele e Tulipa Ruiz, na única edição do “Prêmio da Música Digital” que aconteceu no Rio de Janeiro. Mas gostaria de ter um registro no meu disco, da voz dele! O admiro porque ele é, pra mim, o melhor cantor desse mundo, um dos compositores mais incríveis e me passa uma energia incrível!!

BHC: Quais são seus planos para 2017?
RC: Gravar um dvd e continuar levando a minha música em todos os lugares possíveis! Que as pessoas continuem felizes em ouvir minhas canções! <3

Ouça: Spotify
https://play.spotify.com/artist/5CC2At3k0Xnyc5s9yHdyax

Categorias
BH Cult Indica
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR