APPETITE FOR DESTRUCTION: GUNS ANUNCIA LANÇAMENTO DE EDIÇÃO ESPECIAL - %%%%

APPETITE FOR DESTRUCTION: GUNS ANUNCIA LANÇAMENTO DE EDIÇÃO ESPECIAL

Música polêmica será retirada da nova edição

Em 21 de julho de 1987, a banda Guns n´Roses lançava o seu primeiro álbum: o icônico Appetite for Destruction.

É considerado um dos mais importantes lançamentos da história do rock por trazer canções que se tornaram clássicos e são populares até hoje, como “Welcome to the Jungle”, “Paradise City” e “Sweet Child o’ Mine”.

Aclamado pela crítica, o álbum foi também um grande sucesso comercial, se tornando o disco de estreia mais vendido da história da música na época, e é, hoje, o 11º álbum mais vendido nos Estados Unidos, com cerca de 40 milhões de cópias comercializadas.

Agora, prestes a completar 31 anos, o Guns N’ Roses anunciou que lançará uma nova edição do álbum de estreia, em 29 de junho, segundo a gravadora Universal Music.

Mas não será apenas uma nova versão do disco. O “Appetite For Destruction: Locked N’ Loaded Edition”, como foi batizado, virá em uma caixa Super Deluxe contendo: quatro discos e um Blu-Ray, além de um livro de 96 páginas com fotos inéditas do arquivo pessoal do vocalista Axl Rose.

Uma outra versão, Deluxe, com dois CD, dois vinis, um CD remasterizado e seus equivalentes em download e streaming, também serão lançados. Uma embalagem de madeira maciça envolvida vai compor o kit.

Confira no vídeo como será:

One in a Million

Uma das músicas foi cortada por conter conteúdo racista. One in a Million, de autoria de Axl Rose. Na letra,ele pede que “policiais e crioulos” não fiquem no seu caminho.

Ele também hostiliza “imigrantes e bichas” que “não fazem sentido”, “vêm para o nosso país” e “espalham doenças”. A letra foi acusado de racismo, homofobia e xenofobia desde o seu lançamento.

Numa entrevista para a Rolling Stone, em 1998, Axl disse que usou “a plavra crioulo pois servia para descrever alguém que é um problema em sua vida, mas que não significava necessariamente preto”.

Ele ainda completou: “Eu não gosto que me digam o que posso e o que não posso falar”.

Relembre:

Categorias
Música
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR