19 DE JUNHO É DIA DE FESTEJAR O CINEMA NACIONAL

19 DE JUNHO É DIA DE FESTEJAR O CINEMA NACIONAL

6 filmes brsileiros pra assistir e se emocionar. Confira as dicas dos nossos convidados.
Reprodução You Tube

Hoje, 19 de junho, é considerado o Dia do Cinema Nacional.  Segundo a Ancine – Agência Nacional de Cinema – a data foi validada em 1898, quando regressando da França, a bordo do navio Brésil, o ítalo-brasileiro Afonso Segreto captou as primeiras imagens em movimento da costa brasileira.

De lá pra cá muita coisa mudou e muitos títulos inesquecíveis foram lançados aqui: Carandiru, Como Nossos Pais, Minha Mãe é Uma Peça, Tropa de Elite, Democracia em Vertigem, O Filme da Minha Vida, O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias e muitos outros grandes sucessos.
Para relembrá-los, convidamos jornalistas, críticos de cinema e influenciadores digitais para indicar o filme brasileiro preferido. São eles: Carol Braga, do Cultoradoria; Rodrigo James, jornalista; Gabriel Prata, articulador cultural; Pri Venturim, do Horizontinas; e Bruno Mateus, repórter do jornal O Tempo. O resultado, você confere no nosso IGTV, no Instagram do BH Cult.

Sobre os filmes citados:

BACURAU
Sinopse: Moradores de um pequeno povoado do sertão brasileiro, chamado Bacurau, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade. Quando carros se tornam vítimas de tiros e cadáveres começam a aparecer, Teresa, Domingas, Acácio, Plínio, Lunga e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.
Data de lançamento: 23 de agosto de 2019 (Brasil)
Direção: Kleber Mendonça Filho, Juliano Dornelles
Elenco: Sônia Braga, Udo Kier, Bárbara Colen, Silvero Pereira, entre outros
Trailler:

CENTRAL DO BRASIL
Sinopse: Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu.
Data de lançamento: 3 de abril de 1998
Direção: Walter Salles
Elenco: Vinícius de Oliveira, Fernanda Montenegro, Caio Junqueira, Marília Pêra, Matheus Nachtergaele, entre outros
Trailler:

A VIDA INVISÍVEL
Sinopse:
Antigas cartas de sua irmã Guida, há muito desaparecida, surpreendem Eurídice, uma senhora de 80 anos. No Rio de Janeiro dos anos 1950, Guida e Eurídice são cruelmente separadas, impedidas de viverem os sonhos que alimentaram juntas ainda adolescentes. Veja a história destas duas mulheres, duas irmãs, tentando lutar contra as forças sociais que insistem em frustrá-las. Invisíveis em uma sociedade paternalista e conservadora, elas se desdobram para seguir em frente.
Data de lançamento: 31 de outubro de 2019
Direção: Karim Aïnouz
Elenco: Julia Stockler, Carol Duarte, Gregório Duvivier, Fernanda Montenegro, Cristina Pereira, entre outros
Trailler:

BINGO
Sinopse: Cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo da televisão brasileira durante a década de 1980. Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado. Esta frustração o levou a se a envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.
Data de lançamento: 24 de agosto de 2017
Direção: Daniel Rezende
Elenco: Vladimir Brictha, Emanuele Araújo, Domingos Montagner, Tainá Muller, Leandra Leal, entre outros
Trailer:

ABRIL DESPEDAÇADO
Sinopse:
Em 1910, Tonho vive com sua família no sertão brasileiro. O seu pai tenta convencê-lo a vingar a morte do irmão mais velho, assassinado por uma família rival, mas sabe que caso se vingue será perseguido e terá pouco tempo de vida. Angustiado pela perspectiva da morte, Tonho passa a questionar a lógica da violência e da tradição.
Data de lançamento: 1 de maio de 2002
Direção: Walter Salles
Elenco: Rodrigo Santoro, José Dumont, Wagner Moura, Caio Junqueira, Luiz Carlos Vasconcelos, entre outros
Trailer:

*Dica: nesse link aqui você assiste o filme inteirinho pelo You Tube e de graça.

História

A primeira sessão de cinema brasileira foi realizada no dia 8 de julho de 1896 no Rio de Janeiro, sete meses depois de os irmãos Lumière inaugurarem a sétima arte em Paris. No ano seguinte, em 1897, Paschoal Segreto e José Roberto Cunha Salles abriram a primeira sala de cinema, na rua do Ouvidor, também no Rio. Era a “Salão Novidades de Paris” e exibiu o primeiro filme feito aqui em 1898, rodado por Afonso Segreto, um documentário com imagens da Baía de Guanabara. Aliás, os documentários foram as primeiras produções brasileiras.

Depois de 1912, as produções nacionais começaram a ganhar corpo com “Os Três Irmãos” e “Na Primavera da Vida”, do cineasta Humberto Mauro. Mas foi somente em 1929 que foi lançado o primeiro filme brasileiro totalmente sonorizado, chamado “Limite” e filmado por Mário Peixoto.

Em 1930, o primeiro estúdio de cinema do Brasil foi instalado no Rio de Janeiro, por Adhemar Gonzaga. Chamado de Cinédia, o estúdio produzia comédias musicais e dramas populares.

Em 1941, surgiu a Atlântida, famosa produtora das chanchadas que marcaram época, revelando cineastas como Carlos Manga. No fim da década de 40, foi a vez do estúdio Vera Cruz, que começou a produzir filmes no estilo de Hollywood. Em 1952, o filme “O Cangaceiro”, rodado por Lima Barreto, conseguiu entrar no circuito internacional e foi premiado no Festival de Cannes em 1953.

Categorias
destaqueETC...
Comente pelo Facebook

RELACIONADOS POR